22 de outubro de 2008

Vale a pena ser presidente do Atlético?

Quais seriam os objetivos de Bias Fortes, Kalil e Vasconcelos ao registrarem chapas para a sucessão de Ziza Valadares? Não acredito que nenhum deles tenha a intenção de ser o “Sassá Mutema” do Atlético. Não creio que nenhum deles tenha uma fórmula mirabolante para sanear as finanças alvinegras muito menos apresente uma proposta para transformar o clube numa associação esportiva rentável.

Então, por que esses três conselheiros se dispõem a disputar uma eleição para ser o principal executivo de um clube que deve mais de R$ 200 milhões, que não tem dinheiro sequer para pagar os salários dos funcionários menos graduados, que já adiantou receitas do ano que vem e já as gastou, que vive rachado pela vaidade da política institucional, que tem um time de nível técnico muito fraco?

Me recordo de um texto que escrevi sobre as pretensões de Ziza Valadares. Por ser um político de carreira, que inclusive fez um herdeiro dos seus votos, sempre imaginei que o objetivo do ex-presidente atleticano era entregar o Atlético com as contas, pelo menos, zeradas, com os cofres alvinegros saneados, para se tornar um mártir – acho que quem conseguir isso poderá ser considerado um – para capitalizar politicamente com isso.

Com a renúncia de Ziza, que cedeu às pressões internas e externas, resta saber agora quais são as intenções daqueles que podem vir a ser o novo presidente do Atlético. O Meio de Campo do próximo domingo, 26 de outubro, convidou os três candidatos – Sérgio Bias Fortes, Alexandre Kalil e Itamar Vasconcelos – para um debate ao vivo. Se os três aceitarem, poderemos saber o que eles pretendem. Tomara que os três venham...

Eduardo Almada escreve às quartas-feiras

Um comentário:

  1. RENATO PINHEIRO CURY26/10/2008 20:14

    Claro que vale a pena!!!
    Espero que seja o Kalil. Pois o Atlético precisa de um presidente que volte a pensar no Galo como time GRANDE !! Chega de diretores amadores,chega de jogadores destaques da 2ª divisão e chega de técnicos aprendizes. Vamos fazer o GALO voltar a ser grande!!!
    Renato Pinheiro Cury - Cidade Nova - BH

    ResponderExcluir