11 de setembro de 2008

Nota zero (a zero)

Depois da vitória por três a zero em Santiago, se esperava uma grande festa no Rio de Janeiro com uma goleada esmagadora pra cima da lanterna Bolívia. Certo? Certo! Mas não foi o que aconteceu. Pouco público, pouco futebol e a apatia que era marca da seleção nessas eliminatórias até a partida no Chile.

O pouco futebol não chega a ter um culpado. Seria injustiça cobrar de Dunga toda a competência que falta à CBF na hora de escolher o treinador da seleção. Jogar para Ronaldinho a responsabilidade de comandar um time que tem no banco um treinador que nunca havia estado por lá. Culpar um time que... Sim! Culpar um time todo seria uma opção, mesmo assim injusta. Acho difícil encontrar um culpado.

Agora, explicação fácil é a de pouco público. Pega-se um time que não inspira confiança, adiciona-se um horário pornográfico, num local que até mesmo o Capitão Nascimento teria receio de entrar com o Caveirão. Não fica difícil prever que apenas convidados e alguns loucos estariam por lá. E o que viram?! A apatia do time de Dunga e da CBF-Nike.

Com tão pouco público, ficou difícil mostrar uma camisa do Flamengo na arquibancada (já reparam como surgem camisas rubro-negras nas transmissões da Globo!). E eis que escuto que o Brasil com o Júlio Baptista é outro!!! Meu Deus! Claro que é outro! Se comparado a 58, 62, 70 e 82, até mesmo a 94 e 2002. Sempre disse que não gostaria de ver esse cara (não consigo considerá-lo jogador) em nenhum time de Minas (talvez no Meridional de Lafaiete).

A festa da equipe boliviana no fim do jogo (jogaram com um a menos desde os oito minutos do segundo tempo) não se refletiu na arquibancada. Tomara que na volta pra casa nenhum torcedor/celebridade tenha sido assaltado na linha amarela.


Cláudio Gomes escreve as quintas-feiras para o Blog do Meio-de-Campo.

3 comentários:

  1. Eduardo Marcondes11/09/2008 19:43

    Primeiramente, parabéns pelo BLOG, pois pode estar certo que estarei por aqui regularmente. Afinal de contas se o Juca Kfouri, o PVC, o Mauro César Pereira e, até o Trajano tem um blog; como é que o CLAUDÃO ainda não o tinha? Me responde.
    Com relação à sua crítica, concordo plenamente com tudo e assino embaixo, a não ser o comentário infeliz e "comunista" com relação a emissora concorrente e ao Meridional de Lafaiete, pois o Júlio Batista jogaria bem lá com certeza, pois se foi até jogador do meu glorioso, por que não jogaria em LAFA? Aliás poderíamos fazer uma campanha para que ele troque a seleção pelo glorioso time já citado. Sei que voce não fará parte dessa torcida, pois sendo nativo, (sei que vai me pedir prá falar baixo), não gostaria de ver a sua cidade sofrer tanto assim; mas pense bem: Seria em pró da seleção de sua pátria. Risos.
    Outra coisa: Podemos culpar o DUNGA, o RONALDINHO, o DIEGO, o ROBINHO, o JÚLIO CÉSAR . . .SIM; assim como todos os outros, pois além de mascarados e de não possuirem nenhuma empatia com a torcida, essa seleção se acha mais e melhor do que todas as citadas em sua crítica, porém sem a história e os títulos conquistados por àquelas, o que na minha opinião é um absurdo. Isso, sem falar da antipatia e da máscara desses "muleques", incluo aqui também o técnico, que se ahcam acima do bem e do mal e não possuem limite algum assim como uma criança mimada e "ranheta", ou já se esqueceu do Robinho ao celular recebendo a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos?
    E quer saber? Aproveito aqui também prá culpar o LULA . . . sim, o próprio.
    Por que ele não desceu a lenha na seleção antes do jogo de ontem? Só o fez isso contra o Chile? Seria alguma discriminação por parte do companheiro? Risos.

    Abraços.

    Eduardo Marcondes

    ResponderExcluir
  2. Grande Cláudio, texto pertinente à atual condição da Seleção. Certa vez li que de todas as seleções, a brasileira é a única que tem sua grafia com "S". Carrega Seleção como nome próprio. Mas será que andam merecendo a letra maiúscula?
    Seguirei acompanhando suas postagens.
    Grande abraço,
    Thiagones

    ResponderExcluir
  3. Concordo em quase tudo, só não concordo que não há um graqnde culpado. Ricardo Teixeira...? Dunga...? Não sei, mas são sérios candidatos.
    "Só para variar, deveria trocar o treinador". É mais fácil do que um time inteiro.
    Pra mim, Dunga não foi um grande jogador e nunca será treinador (talvez do Meridional de Lafaiete). As vezes ele nem pode ser o culpado, mas trinador da "Seleção Brasileira" ah... isso não. O pior é que estão falando em "Zico", será a solução?

    ResponderExcluir